Sorte, Domínio e Emoção marcam o final da Baja de Loulé

 SORTE, DOMÍNIO E EMOÇÃO MARCAM O FINAL DA BAJA DE LOULÉ DE 2018

Alejandro Martins/José Marques (automóveis), António Maio (motos), Arnaldo Martins (quads) e João Monteiro/Manuel Pereira (SSV), foram os vencedores da segunda prova do Campeonato Português de Todo-o-Terreno


As pistas da serra do Caldeirão acolheram os concorrentes da Baja de Loulé 2018 para o segundo e último dia de prova, marcado por menos chuva mas ainda com uma baixa temperatura. Os concorrentes tinham de enfrentar dois sectores selectivos, disputados alternadamente entre automóveis e motos/quads/SSV's, vindo depois concluir a prova no pódio instalado no Jardim das Comunidades em Almancil.

Nos automóveis, Alejandro Martins/José Marques conquistaram a sua segunda vitória da carreira, primeira no CPTT AFN 2018. Esta dupla, que esteve aos comandos de uma Toyota Hi-Lux assistida pela equipa MRacing, beneficiou do azar dos grandes dominadores da prova, João Ramos/Victor Jesus, que viram a caixa de velocidades da sua Hi-Lux danificar-se nos quilómetros finais, trazendo o carro até final com grande sacrifício. Quem também subiu posições com este percalço de Ramos foram Hélder Oliveira/Pedro Pires de Lima no Mini Paceman da Cattiva Sport, Pedro Ferreira/Hugo Magalhães no Ford Ranger da South Racing e Tiago Reis/Valter Cardoso em Mitsubishi Racing Lancer. Destaque também para a fantástica prestação de Pedro Dias da Silva/José Janela com o Mazda CX-5 Proto do Desafio Total Mazda, que venceram este troféu e ainda acabaram em sexto lugar da geral, tendo feito tempos intermédios entre os “grandes”. Nas viaturas mais próximas de série, Rui Sousa/Carlos Silva mantêm a toada começada no edição do ano transacto desta prova e assumem a sétima vitória consecutiva na categoria T2 com a Isuzu D-Max preparada pela Prolama. Entre os T8, a vitória foi para Mário Duarte/José Motaco, mesmo com a mecânica do Toyota RAV4 da M&B Racing a causar-lhes alguns calafrios na parte final da prova. Nota ainda para os concorrentes da Taça de Portugal de TT, que não realizaram a totalidade do percurso, e cuja equipa mais rápida foi constituída por Simão Comenda/Luís Coito numa Nissan Pick-up.

Entre as duas rodas, o campeão António Maio dominou de fio a pavio a prova, ficando com quase nove minutos de vantagem sobre Mário Patrão, mesmo não estando ainda recuperado a 100% do problema de saúde que o afastou da última edição do Dakar, conseguiu levar de vencida a categoria TT3 com a KTM da Motobrioso. No lugar mais baixo do pódio ficou o jovem Martim Ventura na Yamaha da categoria TT1, que venceu, ficando à frente de motos teoricamente superiores. Bernardo Vilar mostrou que quem sabe não esquece e levou a sua KTM à vitória nos Veteranos, enquanto que Ivan Ferreira (Kawasaki) triunfou na Promoção. Nos quads, Arnaldo Martins (Suzuki) repetiu a vitória do ano anterior, com quase dois minutos e meio se vantagem sobre Fernando Cardoso (Yamaha), com o terceiro a ser Filipe Silva (Suzuki). De referir ainda a classe Hobby, destinada a motard com pouca experiência competitiva nos últimos anos, onde o monchiquense Márcio Encarnação (Yamaha) foi o vencedor, seguido do louletano Renato Palma (KTM) e do anglo-aljezurense Anthony Nicholls (KTM).

Nos cada vez mais populares SSV, João Monteiro/Manuel Pereira foram os vencedores, tendo sido sempre os concorrentes mais rápidos no domingo, encabeçando também o sexteto de Can-Am's que ficou no topo da classificação geral, sendo o pódio completado com Pedro Santinho Mendes/Vítor Mendes e Marco e Joao Silva, que levaram de vencida a categoria Junior. Mário Franco/Luís Engeitado, assistidos pela Franco Sport, venceram entre os T2 e no Troféu Yamaha Open, enquanto que Pedro Grancha/Tomás Neves venceram entre os Veteranos, Dorothée Ferreira/Bernardette Vanderschelsen entre Senhoras, Francisco Guedes/Nuno Leotte na Promoção, Vasco de Melo no Troféu Yamaha Stock, João Dias/João Filipe no Troféu Polaris Turbo e Alexandre Freitas/Francisco Caeiro no Troféu Polaris N/Turbo

A Baja de Loulé 2018 foi uma organização do Clube Automóvel do Algarve (CAAL) sob a égide da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting e da Federação de Motociclismo de Portugal, contando com o alto patrocínio do município de Loulé e da Junta de Freguesia de Almancil e ainda com o apoio dos municípios de S. Brás de Alportel, Tavira, Alcoutim, e Almodôvar, Algarpneus, Solverde Casinos e Hotéis, Acrimolde e COPS. Pode consultar mais informação relativa às actividades do CAAL através do website www.clubeautomovelalgarve.pt ou nas redes sociais em www.facebook.com/CAAlgarve ou https://twitter.com/CAAlgarve .

Fotos - FotoConcepts - Sérgio Palma